Crónica dum retorno anunciado: as pulverizações continuam, mas … dizem que elas não existem !

Capítulo I – no dia 24 passado, o jornal Público publicava um texto sobre os rastos que vemos no Céu em certos dias e durante certas horas (atenção ! só em certos dias e a certas horas …) produzidos por certos aviões (atenção ! não por todos, no mesmo dia, na mesma hora, mas por aqueles indeterminados aparelhos que, por acaso ou por leis da física que só a eles se aplicam, acabam por os produzir para algumas horas de existência e nossa demorada contemplação).

Capítulo II – no dia 26 fiz um texto no qual me esforcei por analisar os seus conteúdo e forma; e criei teorias sobre a oportunidade do seu aparecimento, a saber: ou porque “alguém” sente que o assunto preocupa um número crescente de cidadãos, alguns dos quais terão reagido, criando petições públicas, interpelando as entidades governamentais e criando blogues sobre o assunto; ou porque ao jornal foi cometida (ou sub-contratada ?) a “tarefa” de preparar a opinião pública para tempos de mais intensas e repetidas pulverizações em forma de rastos de aviões “não identificados” ou de “identificação proibida”, vá lá saber-se por quem !; ou os dois motivos em simultâneo , digamos, para a teoria ser mesmo robusta…

Capítulo III – hoje, 28 de agosto, as pulverizações voltaram ao Céu e foram vistas, seguramente, em Paços de Ferreira, Penafiel, Santo Tirso, Guimarães e por aí fora. Entre as 15 e as 16h30m vários voos dos tais aparelhos de “origem incógnita” (e não referenciados nos sites radarvirtuel e radarbox24 que fui consultando) deram ao Céu o aspecto que as fotografias registam. Nem o XIS faltou, absurdo, esquizofrénico e horroroso (e eu tive medo porque foi feito sobre a minha cabeça e, por instantes, tomei-o como um aviso real, propositado e funesto !!!)

rastos químicos  sto tirso 15:12

rastos químicos sto tirso 15:12

rastos químicos  sto tirso 15:15

rastos químicos sto tirso 15:15

rastos químicos  sto tirso 15:25

rastos químicos sto tirso 15:25

rastos químicos  sto tirso 15:43

rastos químicos sto tirso 15:43

rastos químicos  sto tirso 15:44

rastos químicos sto tirso 15:44

rastos químicos  sto tirso 15:44

rastos químicos sto tirso 15:44

rastos químicos  sto tirso 15:54

rastos químicos sto tirso 15:54

rastos químicos  sto tirso 15:56

rastos químicos sto tirso 15:56

rastos químicos  sto tirso 15:57

rastos químicos sto tirso 15:57

rastos químicos  sto tirso 16:06

rastos químicos sto tirso 16:06

rastos químicos  sto tirso 16:17

rastos químicos sto tirso 16:17

rastos químicos  sto tirso 16:22

rastos químicos sto tirso 16:22

rastos químicos  sto tirso 16:26

rastos químicos sto tirso 16:26

rastos químicos  sto tirso 16:27

rastos químicos sto tirso 16:27

rastos químicos  sto tirso 16:30

rastos químicos sto tirso 16:30

rastos químicos  sto tirso 16:56

rastos químicos sto tirso 16:56

Advertisements

2 thoughts on “Crónica dum retorno anunciado: as pulverizações continuam, mas … dizem que elas não existem !

  1. Pois… porque comerciais os aviões não são por certeza, é que “X’s” é prova de intersecção e não me lembro de haver assim tantos destinos a passar por cima de Guimarães. É curioso é como depois de suscitar tanta dúvida na comunidade cibernauta, ainda não tenha sido abordado com SERIEDADE este assunto na TV nacional. É uma boa pergunta certo? Vamos lá ver as fotos que o pessoal tirou nas férias no fim do telejornal que é bem mais interessante.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s